Publicado em 20/03/20

Como somar renda e conquistar a casa própria em 2 passos!

Somar renda com seu amor, amigo ou familiar, pode ser uma boa alternativa para facilitar o financiamento do seu imóvel!

Já ouviu por aí que dois é melhor do que um? Então!

No caso da conquista da casa própria, a soma de renda entre as pessoas entra em cena para ajudar a aumentar a margem e conseguir melhores condições de financiamento.

Por isso, vamos mostrar a você como funcionam as regras da soma de renda.

Alguns itens que devem ser analisados com cuidado e como a composição de renda pode te ajudar!

Vem com a gente!

Primeiramente, entendemos que não é nenhuma novidade que, ao falarmos de finanças, até com pessoas super parceiras, pode rolar um pouco de desconforto. Acontece com você?

Porém, ao pensar na conquista da casa própria, é importante, mais do que nunca, ser bastante transparente em relação ao investimento que poderão fazer.

Quem pode somar renda no financiamento?

Antes de tudo, é importante dizer que para compor renda, os membros não podem ter restrição em instituições financeiras. Ou seja, o nome de vocês não podem estar negativados no Serasa e SPC ou em algum banco.

Por isso, no caso de dívidas, programem-se para quitar antes de investir no sonho da casa própria.

Veja aqui como consultar e limpar o seu nome no SPC.

Além de tudo você começará a vida nova com o pé direito!

Ao somar renda com outra pessoa, uma das vantagens é que poderão individualmente usar o FGTS para quitar parcelas do financiamento ou dar entrada no imóvel.

Para isso é necessário ter ao menos 3 anos de contribuição.

É importante te alertar, que as facilidades do Minha Casa Minha Vida estão disponíveis apenas para a aquisição do primeiro imóvel.

Por isso, o indicado é que a responsabilidade da composição de renda para o financiamento seja feita apenas por vocês.

Leia também: Inscrição Minha Casa Minha Vida – Como Fazer

Como funciona?

O valor das prestações do imóvel financiado não poderá exceder 30% da renda familiar comprovada.

O portal Casa Dicas fez o seguinte cálculo:

Imagine que  seu salário seja de R$ 2.000,00 e do seu cônjuge R$ 1.200,00. Baseado nesses valores veja algumas situações:

  • Usando apenas sua renda o valor da prestação não poderá exceder R$ 700,00;
  • Juntando as duas rendas o valor da prestação máxima sobe para R$ 960,00;

Além disso, para realizar o procedimento na Caixa, o futuro proprietário terá a sua idade considerada na análise, na proporção da sua participação na renda.

Havendo a soma da idade com o tempo de amortização (e de construção, se esse for o caso), não poderá passar de 80 anos.

Então, uma pessoa com 60 anos, por exemplo, terá o prazo máximo de financiamento de 20 anos.

No caso de somar renda, é considerada a idade do mais velho para a definição do prazo.

Conclusão:

Bom, são vários detalhes, mas a conquista do seu AP Ponto vale a pena!

Caso o sonho pareça mais distante, é válido colocar tudo no papel e começar a se planejar.

Para isso, criamos para você uma planilha de gastos que irá ajudar você e seu amor a entender os gastos gerais e onde pode ser melhorado para a vida financeira finalmente tomar um rumo melhor! Você pode fazer o download da planilha em seu computador ou criar uma cópia para utilizar no seu próprio Google Drive.

ACESSE AQUI!

Ah, além disso, AP Ponto tem uma equipe que pode te ajudar a entender o que se encaixa melhor na realidade de vocês hoje, através de uma consultoria financeira, exclusiva e gratuita.

Agende seu atendimento online ou em uma de nossas lojas, e comece agora mesmo a busca pela casa própria! Garantimos as melhores condições de pagamento e parcelas mais baratas que o aluguel. Vem conferir!

Quero agendar um atendimento!